Convém referir que há imensas empresas que também utilizam estas plataformas para contratar funcionários. Por vezes, apenas com o propósito de realizar uma tarefa específica (compilar uma lista de fornecedores ou fabricantes localizados na China, por exemplo). Outras, com o objetivo de encontrar alguém experiente em determinada área ou função para cooperar por um período de tempo mais longo, beneficiando ao mesmo tempo do sistema de freelancing (também vantajoso para o empregador, uma vez que não existe assim a necessidade de uma contratação efetiva com todos os encargos fiscais inerentes).
Pesquise qual o preço de venda dos produtos similares aos seus. Entre em lojas virtuais (ou verifique por quanto estão vendendo no próprio Mercado Livre ou OLX) e consulte os preços, vendo os mais caros e mais baratos e definindo um preço “na média” para o seu produto. Para que os produtos vendam rapidamente, deixe-o mais perto dos preços menores. Também é importante levar em conta os anúncios que existem dos itens parecidos com o seu; se encontrar muitas pessoas vendendo produtos similares, talvez seja melhor abaixar o preço ainda mais.[29]
Muito bom artigo! O mercado virtual realmente tem crescido, o problema porém é que muitos ingressam nessa carreira não ilusão de ser uma maneira muito mais fácil de se ganhar dinheiro, quando na verdade exige muito trabalho e dedicação como qualquer outro, com a diferença porém de proporcionar independencia financeira autonomia. Mais tem que trabalhar, e muito!

Ela funciona de uma forma bem simples: você recomenda a algum amigo seu que use um chat no seu site. Se ele topar e se tornar cliente pagante da Jivo, você recebe para sempre 30% daquilo que ele pagar. O bom do Jivo é mesmo a sua recorrência. Você só precisa de recomendar uma vez e recebe para sempre, visto que ele paga uma mensalidade constante ao próprio JivoChat. Após trabalhar durante alguns meses com eles, me rendeu até agora quase 25 mil reais.
×