Según leía tu post, se me han ocurrido varias páginas nicho en las que podría probar suerte. Soy diseñador gráfico y uno de mis últimos clientes se dedica a un mercado bastante concreto al que yo me dedico por afición y conozco en cierta manera. Se me ha pasado por la cabeza integrar dicha página nicho u simplemente un blog dentro su web y aprovechar el tráfico que ya tienen. ¿Cómo ves esta opción? ¿Crees que merece la pena o por el contrario es recomendable hacerlo de manera independiente sin relacionarlo con un negocio existente?
En mis cálculos, ajusté bastante los gastos del primer encargo con el presupuesto total que pretendía gastarme, y cuando llevaba un par de semanas vendiendo el producto me di cuenta de que si quería mantener el stock tenía que realizar un nuevo encargo incluso antes de haber cobrado. Al final no me quedó más remedio que echarme atrás, porque no podía hacer frente a una nueva inversión tan grande.
Uma das coisas que mais provavelmente ouço é que “trabalhar remotamente não é para todas as pessoas“. Falei desta questão na entrevista com a Ana Galvão na Rádio Renascença (ouve a entrevista clicando aqui) e não me canso de repetir que acredito que trabalhar a partir de casa e remotamente é para todas as pessoas e áreas. Mas não é por isso que acho que todos os trabalhos possam ser feitos a partir de casa. Áreas profissionais e trabalhos são coisas diferentes.

Por que: Eu tenho um site em inglês que está quase pronto (www.FireYourStress.com), voltado para prevenção do estresse atacando suas causas (que são coisas do dia a dia, como dinheiro, família, trabalho, etc.) e 2 produtos digitais engatilhados com seus respectivos upsells. Além disto, sou um copywriter pela SBCopy (Sociedade Brasileira de Copywriting), do Rafael Albertoni, e quero me tornar um consultor de copywriting completo ao aprender sobre estratégias de marketing digital e funis de venda (através do seu Fórmula Negócio Online, que já possuo e sou afiliado).
O Méliuz é especialmente interessante para quem costuma fazer compras. O aplicativo permite que você receba de volta uma porcentagem do valor gasto em lojas como Casas Bahia (que devolve 5%), Hotel Urbano (4%), ClickBus (7%) e Amazon (R$ 2 de volta). Apesar de parecer estranho, o sistema funciona de forma simples: as empresas pagam para anunciar no Méliuz. Com isso, quando o consumidor compra no site por indicação do aplicativo, a comissão deles é dividida com o cliente, que recebe de volta uma pequena porcentagem do valor da compra.
Se você mora próximo de algum lugar bem movimentado – restaurante, casa de shows, balada e até prédios comerciais – e tem uma vaga de carro livre, porque não colocá-la disponível para aluguel? Além do velho boca a boca no prédio e na vizinhança, existem sites e apps que você pode cadastrar sua vaga, colocar os horários que permite que estacionem nela, quantas vagas disponíveis e pá! Já consegue ouvir o dinheiro caindo na conta? Qualquer pessoa pode entrar, reservar a vaga, estacionar lá e você recebe por isso.
A boa notícia é que já existem vários trabalhos que podem ser realizados a partir do conforto da sua casa. Mas tenha cuidado apesar da oferta ser variada nem sempre é de confiança, o EPM vai ajudá-lo a descobrir que tipo de trabalhos podem ser realizados a partir de casa e que tragam bons rendimentos, podendo assim conciliar a sua lide familiar com a vida profissional.
Atualmente, assiste-se ao desenrolar da quinta onda, entendida como a associação dos conceitos de "marketing network" ou "marketing multinível - MMN" com a internet, sendo este o caminho mais eficiente para a criação de um bom "network", afinal, conceitualmente, a "internet" nada mais é do que uma rede mundial de pessoas integradas por meio de um receptor da mesma (smartphones, tablets, computadores, desktops). Além da ampliação da rede de contatos dos distribuidores, a internet agrega inovações ao processo de comunicação e relacionamento entre empresas, distribuidores e consumidores. Novas empresas do ramo de MMN contam com esta tecnologia desde seu projeto inaugural, enquanto outras têm buscado a reengenharia como recurso para acompanhar o movimento da "nova onda".
There's a first time for everything, and network marketing/MLM is a great opportunity for people to have their first business, their first sales role, etc. Recognize it for what it is: it's a business, and you are a business owner. If you've never owned a business before, if you've never done sales before, if you've never networked before, you need to learn about how to do so, not just from the network marketing/MLM experts, but from established experts in those fields.
MMN é a melhor opção para ter o seu negócio – O MMN não é uma forma de emprego. Ser “dono” do negócio é uma mentira, porque o distribuidor não é dono de nada e porque a maior parte das empresas proíbe que promova outros MMNs. A maior parte dos contratos dessas empresas é bem claro e afirma que a qualquer momento pode ser terminada essa relação. Os distribuidores não são empreendedores mas sim seguidores, num sistema completo hierarquicamente complexo do qual têm pouco controlo.
Não existe somente o Facebook para você comprar tráfego, como já dito acima. Aliás, com tantas contas de anúncios sendo canceladas (mau uso e por “implicância do Face), é melhor diversificar suas fontes de tráfego pago. Isso inclui você abrir os olhos e testar Youtube Ads, Google Adwords, Bing Ads, Native Ads, Mobile Ads (atenção aqui) e os demais que forem surgindo.
Entre tantos aspectos positivos e possibilidades que a internet oferece, sempre há aquela esperança de conseguir usar a rede para ganhar dinheiro online diariamente. Apesar de ser difícil de conseguir os mesmos ganhos de um emprego normal, ainda é possível ganhar dinheiro na internet de maneira simples com diversos tipos de sites que procuram por serviços específicos.
×